Especial Mundo Dark: The Kiss of Deception

Série: Crônicas de Amor e Ódio # 1
Autor: Mary E. Pearson
Tradutor:Ana Death Duarte
Número de páginas: 406
Editora: DarkSide® Books
ISBN: 9788566636864
Ano: 2016
Nota: 4/5

Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? Leia mais.

Resenha:

 "No recanto mais longínquo...eu encontrarei você"
Em uma terra (que não sabemos o nome) existem 3 reinos: Morrighan, Dalbreck e Venda. Os reinos estão em constante guerra e os reis de Morrighan e Dalbreck decidem casar seus filhos para uma possível aliança. Só que o Komizar (líder) do reino de Venda não está satisfeito com essa aliança. E decide impedi-la, custe o que custar.

A princesa Arabella  Celestine Idris Jezelia é a primeira filha da casa de Morrighan e assim, deve ser uma sirah, ou melhor dizendo, ter o dom, que é uma manifestação psíquica que só as primeiras filhas reais tem e que permite a elas visualizar o futuro. Por isso suas opiniões são sempre levadas em conta na administração dos reinos.

Aos 17 anos, Lia ainda não manifestou o dom, mas isso não importa. Para garantir uma aliança com o reino de Delbreck, os pais de Lia arranjaram seu casamento com o príncipe desta casa real. Só que Lia não quer casar. Ela não quer casar com alguém que nunca viu, e a despeito da comparação com o rei de Dalbreck que é idoso e sofre de deformações, ela acredita que o príncipe deva ser um "sapo asqueroso". Mas como em toda a história de casamento arranjado, sua opinião não conta e o livro inicia-se com os preparativos do dia de seu casamento. Lia então arruma-se para a cerimônia, mas no último minuto empreende uma fuga com sua dama de companhia e melhor amiga Pauline, para a cidade de Terravin. Chegando lá, depois de uma viagem cuidadosa para não deixar rastros, Lia resolve se livrar da alcunha de princesa e torna-se garçonete na taverna do lugar.
"Pare!"Arranquei o balde da mão dela. "A partir desde dia, não tem mais essa de Vossa Majestade. Essa parte da minha vida se foi para sempre. Sou apenas Lia. Está me entendendo Pauline?"
Desta maneira, Lia inicia sua nova vida. 
O que ela não sabe é que seu sossego não durará para sempre. O Príncipe curioso e até indignado por ter sido abandonado decide que quer conhecer a moça que fugiu dele. Além do príncipe, atrás dela também está um assassino, vindo do reino de Venda, para impedir a aliança Morrighan - Dalbreck. 
Como diz a sinopse: Quem a encontrará primeiro? E o que acontecerá com a princesa quando for encontrada?

Está virando clichê, eu dizer que fantasia não é a minha primeira escolha em termos de literatura. Já que nesse ano eu enveredei pelo gênero, mais até do que eu esperava, porém ainda assim, toda vez que pego um deles, fico um pouco receosa em ler e até em resenhar esse tipo de livro por não ter conhecimento bastante nessa área. Mas como ignorar um livro com uma capa dessas? E quando nessa capa ainda vem um selo dizendo: " A força feminina com um toque de Jane Austen & Kiera Kass?

Além de tudo é um DarkSide, que hoje é sinônimo de qualidade e beleza editorial. Ele se tornou irresistível e por isso não consegui ficar imune a ele. Decidi que mesmo que eu não gostasse do seu conteúdo, teria um exemplar para abrilhantar minha estante (tá,sou fútil, me julguem!). Então foi assim que comecei a lê-lo. E a minha maior surpresa, foi perceber que eu gostei. Bastante.

Kiss of Deception, ou para os íntimos KoD, é um livro de fantasia épica clássica ou fantasia capa espada. O livro é divido em duas partes: Na primeira conhecemos um pouco do reino de Morrighan e seus regentes, acompanhamos a fuga  de Lia até Terravin e vivemos com ela na taberna de Berdi até a chegada do Príncipe e do Assassino, que tem nomes, mas eu prefiro não nomeá-los porque a grande graça dessa parte é justamente querer adivinhar quem são eles. A autora  "deu voz" aos personagens, criando capítulos que  são chamados somente de o príncipe ou o assassino e vai deixando pistas na interação deles com a princesa, e apesar deles nunca divulgarem a ela seus propósitos é por aí que o leitor vai tentar identificá-los. Eu me perdi diversas vezes, tentando descobrir quem era quem e quando chegava a uma conclusão, mudava de opinião. Totalmente confusa.


O que é legal é que mesmo com essa abordagem misteriosa, a autora consegue passar bastante do caráter dos dois.  Os rapazes não ficam só no gênero bonzinho e malvado. Os dois tem um pouco de cada, o que torna mais difícil nossa adivinhação.
Então, no decorrer da história tudo "vai bem" pelo menos para Lia, que não tem ideia de quais são as intenções dos dois rapazes que interagem com ela, até que uma notícia triste faz com ela mude seu destino. Ela decide voltar a Morrighan e se casar, porque embora rejeite a ideia, ela é sim um soldado no exército de seu pai e precisa "doar" sua vida para o bem do reino. Porém as coisas não saem como o planejado. É quando o assassino se revela, mas ao invés de matá-la, ele decide levá-la de presente ao Komizar de Venda começando aí, a verdadeira jornada da protagonista.

Se Lia já era uma moça destemida, é durante seu sequestro que ela se torna uma fiel representante das "girl power". 
Em uma viagem que durará mais ou menos 50 dias, passando por situações degradantes e lugares inóspitos, Lia não perde sua coragem. Ela tem um plano e mesmo que por muitas vezes seja frustrada, ela não desiste do seu ideal.
Você não verá a moça choramingar, pelo contrário. A cada oportunidade ela se torna mais forte, mais valente.


Como leitora, eu me desesperei por Lia, eu acreditei nela e em determinada parte eu até chorei por ela. E,
quando você pensa que ela vai esmorecer, lá está ela lutadora.
Mas o livro não se resume  a ela, então ao mesmo tempo continuamos a conhecer mais do príncipe e  do assassino, agora sim nomeados (e eu continuo não dizendo seus nomes), e seus pontos de vista em relação não só a Lia, mas a toda situação enfrentada por eles, porque embora o livro seja focado nas relações e exista uma situação romântica entre os três envolvidos, o relacionamento entre eles não chega a comfigurar  um triângulo amoroso.
Apesar dos dois rapazes interagirem com Lia, criarem sentimentos por ela e a mocinha até de certa maneira corresponder, fica claro quem ela quer ou melhor com quem ficará.( pelo menos nesse volume). O par romântico é bem marcado durante o livro.
O que eu quero dizer com isso é que a criação dos personagens, mesmo os secundários, foi muito bem desenvolvida e isso me fez amar a leitura.

O que me desagradou um pouco foi a parte relativa a fantasia em si. Notamos que  o livro é bem introdutório em diversos aspectos: Sobre as questões de guerra, do dom das primeiras filhas e até da ambientação, ele deixa um pouco a desejar. Apesar dele vir acompanhado de um mapa e ter mais 3 dentro do livro, eu senti falta de maiores explicações. Quando passavam por algum lugar, era descrito mais ou menos um parágrafo e logo o livro focava na relação entre Lia e seus captores ou nos outros personagens.
Por exemplo: O local chamado Infernaterr, é sugerido como o nome diz, o inferno na Terra, não há habitantes. Porquê? não diz, apenas há uma fala que diz:
 " A desolação...Quase tudo é pedra branca e terra infértil"
Infernaterr. O inferno na Terra.Eu ouvira falar desse lugar.
De longe não parecia tão terrível assim."

Acredito que a autora tenha feito isso porque, ao que parece, os lugares tem relação com a magia, com a história do dom com a própria fantasia e até, embora implícito, com algum tipo de distopia. Mas  até eu que, nem leitora costumaz de fantasia sou(esse é o primeiro livro com mapa que leio!) senti falta de maiores explicações. Da guerra então, sabemos que ela existe, mas o porque não é definido. Os Vendanos são denominados os bárbaros que querem invadir os outros reinos, mas algumas passagens levam a crer que as coisas não são bem assim.

Outra coisa que é muito interessante, mas ao mesmo tempo frustrante é que os Vendanos possuem uma língua própria, e entre eles (não com ela, os que interagem com ela falam "Moringhês"), os captores de Lia, ela é falada, mas como Lia não fala "Vendaniano", tirando algumas passagens que a própria personagem acaba entendendo pela repetição, o leitor fica sem entender o que foi dito. Não há um glossário no livro sobre essa língua. (Como curiosidade, nos agradecimentos do livro a autora homenageia a co-autora da língua, uma criança de 07 anos!)

Sobre o dom e a magia do livro, cada capítulo vem com um pedaço de uma canção de algum lugar, seja de Morrighan, Daubregh ou Venda, mas tudo também é misterioso e só quase no final, há uma ligação deles com Lia, mas que mesmo assim não fica bem definida.
Falando em final, ele termina com um cliffhanger terrível e eu só posso perguntar: 
"Quando saí o próximo DarkSide?"
A despeito de tudo isso, eu acredito que, pela forma com que o livro foi  escrito, todas essas minhas dúvidas serão sanadas nos próximos volumes e eu sei que terei uma ressaca literária forte se ficar pensando nessas questões que não tenho resposta.
De qualquer maneira é um enigma muito bem bolado e por isso um livro que valeu todo o investimento. Não vale a pena, vale a granja inteira.
Leiam!
Gostou do post? Deixe sua opinião clicando nos botões de reações aqui embaixo :D

E não esqueça que estamos sorteando The Kiss Of Deception e um Kit de Marcadores, é só comentar este post e depois preencher o form aqui.

16 comentários

  1. Não vejo a hora de adquirir meu exemplar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Julia
      Eu apoio. Vale totalmente a pena.
      bjs,

      Excluir
  2. Quero ganhar este livro! Tantas pessoas falam super bem dele. Já li várias resenhas, mas a sua foi a mais completa! Primeira vez que leio que existe um terceiro reino com língua própria, adoro isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lisandra.
      Boa sorte, então.
      Eu queria falar muito desse livro, ele promete ser uma história incrível e eu falei de Venda porque dos reinos é o mais diferente e o que eu acho que será o grande "tchan" do livro.
      Obrigada pelo elogio e comentário,
      bjs

      Excluir
  3. Caraaaaa preciso muito ganhar esse livro, estou louca com ele, toda resenha que leio "choro" um pouquinho pela vontade de ler esse livro!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laís,
      Boa sorte para você então!
      Ah, como eu disse não vale a pena, vale a galinha inteira,rs.
      bjs

      Excluir
  4. Amei a resenha, gosto de fantasia, mas detesto triângulo amoroso e por ser o primeiro livro da série fico com um pé atrás, afinal vai que nos outros livros a autora decide fortalecer esse triângulo. E quanto a editora DarkSide, estou a conhecendo agora. E posso dizer que já a amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciene
      Não me parece que a autora vá mudar o par romântico não, até porque ele foi bem fortalecido nesse volume. O que me parece é que sempre terá aquele que vai tentar atrapalhar a felicidade do casal, mas sabe como é cabeça de autor, sempre pode mudar.
      Só esperando o próximo para saber.
      Quanto a editora, só amor pela caveirinha mais amada do Brasil,rs.
      Obrigada pelo comentário.
      bjs

      Excluir
  5. OMG! "Não vale a pena, vale a granja inteira."
    Sua resenha me deixou com ainda mais curiosidade para conhecer essa obra.
    Estou vendo bastante opiniões positivas sobre o livro e isso faz com que eu queira ler ainda mais ele.
    A história parece ser incrível, adoro esse gênero <3
    Parece ser uma leitura que te prende do início ao fim :)
    Já está na minha listinha de desejados rs
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Caroline
      Eu recomendo a obra, embora tenha algumas partes que poderiam ser melhores, mas no geral é uma leitura incrível sim.
      Coloque nos desejados, mesmo.
      Obrigada pelo comentário.
      bjs

      Excluir
  6. Olá!
    Se eu já estava querendo ler este livro, agora depois de ler a sua resenha Estou doida para ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kênya,
      Leia, leia sim! É magnífico!
      Obrigada pelo comentário!
      bjs

      Excluir
    2. Oi Kênya,
      Leia, leia sim! É magnífico!
      Obrigada pelo comentário!
      bjs

      Excluir
  7. Tô doida por esse livro!!
    Ótima resenha!!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ana Flávia.
    Obrigada.
    O livro é mesmo muito bom. Leia!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Estou simplesmente encantada com essa capa da editora. Linda demais. A trama então... nem se fala. Doida pra ler. rsrsrs
    Beijos.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!