[Resenha de Tinta] Desejo de Justiça

*Booktour*
Série Goulart - Livro I
Autora: V.Totta
Edição: 2
Editora: Independente 
ISBN: 978-85-915887-2-5
Ano: 2015
Páginas: 391
Nota:04/05
Sinopse: Após sua família ser brutalmente destruída, Gabriel Goulart e seu irmão Guilherme prometeram, diante do túmulo do pai que seriam homens de bem e justos. E assim o fizeram. Guilherme se torna um grande advogado respeitado e Gabriel o mais jovem, eficiente, implacável e determinado investigador da cidade de Curitiba.
Quando um crime hediondo assola a cidade, Gabriel assume o caso e rapidamente chega ao assassino. Porém, o que jamais poderia esperar é que o irmão assumisse a defesa da acusada.
Enquanto Guilherme acredita na inocência de sua cliente, Gabriel está disposto a tudo para provar que Monique é uma loba em pele de cordeiro. 
Te convido a embarcar nessa história e, junto com os irmãos, buscar a verdade e a justiça. Independente dos sentimentos envolvidos.

Olá Pessoal,
Um tempinho atrás recebi um e-mail da autora V. Totta convidando-me para participar desse booktour com organização da Suelen Fernandes do Era Uma Vez o Livro. Como era um livro que já estava na minha lista de desejados, não pude perder a chance. E hoje apresento a resenha.
Antes, agradeço às duas, a oportunidade de ler a obra.
Mas, vamos lá para o que eu achei. Quer saber?
Peguem suas algemas, mas não percam as chaves, por favor!

#Resenha:
O livro começa com o assassinato de Fabiana, em uma cena no maior estilo filme de suspense.
A moça abre a porta para alguém e diz: -Oi! você aqui?. Um homicídio acontece e você acompanha todo o desenrolar da cena com os últimos sentimentos de Fabiana até sua morte.
Logo a polícia chega e a principal suspeita é Monique, a companheira de apartamento de Fabiana. Monique é a moça pobre, de uma cidadezinha de interior, que veio morar com a amiga rica. 
É a própria Monique quem chama a polícia quando encontra o corpo de Fabiana, mas como não tem álibi e a moça foi assassinada com seu canivete, não demora o Detetive Gabriel Goulart desconfiar da denunciante e pedir que seja emitido um mandado de prisão contra ela. 
Depois do suspense inicial com a narração da morte de Fabiana, temos Monique presa pela equipe do investigador.
Gabriel é um homem de personalidade forte, promotor  da (e não de, ele é policial) justiça e que não admite tratamentos especiais para criminosos. Tem o perfil sério e é rígido com a execução da lei. Sua obsessão é provar a culpabilidade de seus suspeitos.
Monique ,sua suspeita, é tratada com frieza  e seriedade por ele, que não permite regalias a moça na prisão. E apesar dele a  achar linda e sentir uma atração muito forte por ela, o que o faz ter pensamentos "impuros" sobre a moça, nem por isso ela e tratada com condescendência. Mesmo que em alguns momentos seja permitido a ela o mínimo de "humanidade" como uma refeição digna ou um banho, ele o faz sempre pensando na condição da presa e não em seu conforto. Para Gabriel não há outra explicação. Monique é assassina de Fabiana,  e ele a condenará.
Há muito tempo atrás, a família de Gabriel sofreu na mão de bandidos, o que culminou com a morte de seu pai. O que fez o moço e seu irmão Guilherme prometerem que lutariam contra o crime. Ele se tornou investigador, seu irmão advogado.
Porém, por uma briga no passado, os caminhos de Gabriel e Guilherme se afastaram e a relação de amor e respeitam com que sempre se trataram , se tornou indiferente.
Tudo corre conforme os ditames, até que Monique ganha um advogado. Guilherme. Não bastasse ele  ser o melhor advogado de Curitiba, ele é ex - namorado de Monique. Brigará para provar sua inocência e ainda terá que duelar com seu irmão pela liberdade da moça. Inicialmente Guilherme com um habeas corpus libera a moça e ganha a briga, mas quando outros crimes ligados ao casoAvellar começam a aparecer e Monique é cada vez mais suspeita, provar sua inocência será cada vez mais difícil. Será Monique realmente culpada dos crimes hediondos que assolam Curitiba? Para que lado da balança a vida de Monique penderá?

Já falei bastante da estória, dos personagens principais, então vamos as minhas impressões.
Prepare -se para um livro tenso!
Um romance policial com ares de mistério. Afinal se não é Monique, quem está cometendo os crimes em Curitiba?
A moça tem jeito de boazinha. Mas isso é verdade ou apenas uma fachada para encobrir uma Serial Killer?
De um lado Gabriel do outro Guilherme. E um clima de sedução no ar.
Com a saída de Monique da prisão, não podendo voltar à casa, já que é local de ocorrência do crime, Guilherme resolve a hospedar em seu apartamento, o que deixa Gabriel louco, porque ele não entende como o irmão pode abrigar uma criminosa.
Apesar disso, tudo seria fácil se Gabriel não sentisse uma atração pela moça e Guilherme, não fosse ainda apaixonado por ela.
Com isso, pode se esperar que aconteça um triângulo amoroso, mas não se engane leitor,  o romance fica por conta do policial e sua ré. Depois de alguns acontecimentos que obrigam Gabriel e Monique a conviverem, a atração  entre eles chega a limites altos e uma relação baseada em te amo/te odeio se delimita entre eles.
E aí, o livro caminha para um relacionamento entre os protagonistas, mas não é por isso que a autora deixa o clima de mistério cair. 
Como eu adiantei, outros crimes acontecem, provar a inocência de Monique é cada vez mais dificil (ô mocinha azarada, sempre no lugar errado na hora errada) e é difícil adivinhar que rumo a trama tomará.
Como eu sou fã de romance policial, tal como o Chapolim Colorado, desconfiei desde o príncipio do criminoso. Será Monique? Não direi claro, mas não foi fácil provar sua culpa.. A trama vai se fechando e realmente até quase o fim do livro, fiquei na dúvida.

A parte romântica do livro também é bem consistente. Tem uns toques eróticos na relação entre Gabriel e Monique, daqueles que de tão bem construídos, chegam dar calor. (ô calor, esse Gabriel) e também dramática, sobretudo na relação entre os irmãos e nos sentimentos dúbios e conflituosos de Gabriel em relação a Monique. 
O moço fica naquela de Evidências ( já disse que sou brega, né?) do Chitãozinho & Xororó e não sabe se casa ou compra uma bicicleta.
" E nessa loucura de dizer que não te quero. Vou negando as aparências, disfarçando as evidências mas para quê ficar mentido se não posso enganar meu coração."
E Guilherme? Sei que vocês devem estar se perguntando sobre ele. Ele é um fofo. Apaixonado pela a moça, mas sem um pingo de chance, mesmo assim luta para provar sua inocência e pela felicidade do irmão que acha que um dia arruinou.
Todos esses aspectos se reúnem em uma trama ágil, forte e que fará o leitor ficar agarrado ao livro até o final, que por sinal, é  feliz e ao mesmo tempo triste. Afinal a felicidade de um pode ser a tristeza do outro né?
E por isso, a principio, eu não sabia se tinha gostado do fim ou não. Mas como sou brasileira e não desisto nunca, tenho esperança que no próximo livro da série, que não será com os mesmos personagens mas com a mesma ambientação, que tudo se resolverá e ficarei feliz. (Ah como eu queria dar spoiler,kkkkkkkkkkk.)
Resumindo, Desejo de Justiça é um livro bem ambientado no mundo jurídico, com um bom detalhamento das cenas, que não deixa a desejar seja na parte policial ou na parte romântica e mantém sobretudo o clima de mistério no ar.
Para terminar, preciso falar da diagramação do livro.
Embora eu tenha usado  aquela imagem do livro na abertura, não foi essa quem recebi. A edição que recebi no booktour foi a da primeira edição, lançada pela Editora Tribo das Letras e que tem a capa abaixo.
Sem erros ortográficos e com as folhas dividas entre bege e grafite, representando, a meu ver, o preto e o branco, sentimentos de Gabriel, e a natureza dúbia de Monique, o livro é muito bem diagramado.
Como agrado ainda recebi um kit de marcadores e chaveiro do livro. Incríveis.


Recomendo o livro para quem gosta das três vertentes que o livro abarca e que quer descobrir uma nova autora nacional que não deve nada ao melhor do policial internacional. V.Totta é também Rainha do Crime.
Agora a surpresa. Ficou com inveja dos meus mimos? 
Quer também?
Preencha o Rafllecopter abaixo e concorra a um kit com chaveiro e  marcadores  do livro, autografados.  Mas apresse-se, o sorteio válido somente para o Brasil, acontece em duas semanas. É vapt vupt. 

a Rafflecopter giveaway

Até mais,






13 comentários

  1. Eu amei a resenha e fico imensamente feliz por vc ter gostado.
    Em breve teremos o livro do Gui.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Luana.


    Também estou participando do book tour e fiquei bem curiosa vem aqui ler sua resenha. Sua opinião conseguiu me deixar mais ansiosa do que já estava e não vejo a hora de conferir a história inteira.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Luana, nunca tinha ouvido falar nem de autora e nem do livro, mas já estou apaixonada e olha que nem gosto de policial, mas o jeito que você falou me convenceu de que eu gostaria muito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  4. Já posso ser presa agora? Gzuis... forninho a mil! Parabéns pela resenha! Beijos!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, apesar da fonte que não ajudou na leitura da resenha, eu adoro livros policiais e pelo visto esse livro tem uma pegada muito boa, especialmente por aliar mistério e romance. Fiquei curiosa para ler, com certeza! Bjs

    ResponderExcluir

  6. Hello :)

    Olhando a capa da postagem, comecei a entrar em pânico achando que seria um daqueles romances eróticos de banca, mas ao decorrer da resenha o livro foi me ganhando e agora estou louca por ele. Não sou muito de ler romances policiais, mas esse me instigou de um jeito que eu não sei explicar. Meu status é "precisando"!!! Amei a resenha!

    Beijinhos e que a Força esteja com você.
    www.catinhocult.com
    www.galerageek.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Luana.
    Adorei a resenha.
    achei a história bem interessante, apesar de não ser um dos meus estilos favoritos, eu gosto um pouco de ler romances policiais.
    Quem sabe tenha a oportunidade de ler num futuro próximo.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Luana, parabéns pela resenha, eu não conhecia a obra. Eu adoro livros com a temática policial, pela capa desse eu nunca imaginaria se tratar de algo do tipo.

    Beijokas da Quel
    http://literaleitura2013.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Luana...
    você deve mesmo ter gostado do livro ne, sua resenha ficou enorme hahaha
    Eu adoro romance policial, mas esse, não sei pq, não me conquistou de cara não... A primeira semana pra mim não deu muito medo e os personagens tb não são do tipo que eu gosto...
    uma pena..
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Luana, gostei muito do enredo do livro e estou colocando na minha lista de leituras. Não o conhecia e vou querer ler em breve. Aliás, a capa é um incentivo a mais... kkkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Adoro livros com uspense e mistério, quando começo a ler, não consigo desgrudar. Gostei da premissa do livro, e a sua resenha ficou muito boa, bem detalhada. Dica anotada!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Conheço essa autora e sei que esse livro é maravilhoso! Gostei muito da sua resenha, realçou bem os pontos positivos dele.

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Juro que quando vi a capa, não dava nada pela história. Achei que seria mais do mesmo, mas o que vi foi uma trama com suspense, ambiente jurídico e romance. Não conhecia, mas fiquei muito curiosa para conhecer melhor a narrativa.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário!